Intercâmbio na Austrália – Como tudo começou (e aconteceu!) – High School

March 10, 2016, Natalia Bosco

01_Header.png


Intercâmbio na Austrália – Como tudo começou (e aconteceu!) – High School

Eu sei que muita gente já teve pelo menos curiosidade sobre como é viver em um lugar complemente diferente, um lugar da sua escolha, mas com tudo novo.

Eu não sei ao certo da onde eu tirei essa ideia de fazer intercâmbio, me lembro de que com dez/onze anos eu já pensava “Um dia eu vou fazer intercâmbio”. Eu nem sabia direito como isso funcionava e ao mesmo tempo que a vontade era enorme, o medo também era. Medo de sentir saudades, medo de ficar sozinha, medo de ir pra muito longe (esse eu sei que superei, afinal estou do outro lado do mundo não é mesmo? Haha), medo de não me ajustar, de achar tudo muito estranho e de mais um monte de coisa.

Conforme eu fui crescendo fui amadurecendo essa ideia e em 2014 comecei a pesquisar a respeito e conversar com meus pais sobre o assunto. Eu acho que nunca pesquisei tanto na vida (nem para trabalho escolar, desculpa mãe). Queria encontrar o lugar perfeito pra mim, mas é difícil decidir o que é melhor se você nunca viu de perto, nunca esteve lá. Eu pensei em vários lugares e tipos de intercâmbio. High School (6 meses ou 1 ano), intercâmbio de férias, Canadá, Estados Unidos, Irlanda, Holanda, Austrália…

Eu queria um país que falasse inglês, um lugar quente e de preferência com praia, um lugar diferente, não tão comum. Essas “vontades” já me fizerem eliminar vários países.

Quanto ao tempo do intercâmbio eu resolvi que se é pra fazer, tem que fazer direito e optei pelo High School, mas apenas seis meses por motivos escolares basicamente.

02_Post_group_photo.png

Escolhi a Australia porque foi o lugar que eu mais me identifiquei, depois de tanta pesquisa eu vi que aqui é o lugar onde eu gostaria de viver essa experiência. Quanto mais eu pesquisava, mais me apaixonava, mais me interessava, foi o lugar que, mesmo a distância e sem conhecer, eu senti que mais combinava comigo e eu acho que isso é muito importante, ser “compatível com o lugar”.

A escolha da cidade foi mais fácil, eu queria uma cidade grande, com praia, urbana, mas sem deixar a natureza de lado e que fosse atual, onde eu pudesse encontrar em tudo o que quisesse. Pensei em Sydney de cara e quando fiz uma reunião por Skype com a Dani, coordenadora do STB daqui, ela me disse que Sydney era realmente a minha cidade e não é que tava certa? 😛

O processo de documentação inclui muita papelada, mas foi tranquilo, a STB ajudou em tudo o que foi necessário e indicou uma empresa que podia ajudar com o visto, caso eu quisesse. Contratei a empresa o que facilitou e muito o processo da papelada para o visto e depois que eu fiz os exames exigidos meu visto chegou em dois dias.

Com visto em mãos foi só esperar (suuuuper ansiosamente) pela minha host family e contar os dias para fazer as malas e partir para o outro lado do mundo!

O primeiro post foi só pra contar do processo de idéia + fazer o intercâmbio acontecer.

Já estou aqui a pouco mais de um mês e nos próximos posts vou contar um pouquinho sobre tudo que já vivi aqui e contar algumas dicas que já aprendi.

Espero muito que vocês gostem e comentem o que querem saber que eu escrevo com o maior prazer!

Um beijo e até mais!

Clique no botão “quero estudar”
e faça orçamento personalizado.