Mudança no visto de Estudante

February 22, 2018, David Amaral

visto_estudante.png

Desde Fevereiro/2018 algumas regras do Visto de Estudante mudaram, a nossa parceira Glaucia Cintra (MARN 1574745)  da GCMigration nos esclarece no texto abaixo sobre esse assunto que impacta a vida de vários estudantes Brasileiros.

A primeira informação e dica é a seguinte: Todos os documentos devem ser anexados ao seu visto no dia da aplicação.

O Departamento de Imigração tem o direito por lei de negar seu visto sem ao menos pedir mais informações via email.

Todos os vistos de estudantes devem agora anexar os seguintes documentos:

– Evidência de capacidade financeira

– Evidência de acesso genuíno a tais fundos apresentados,

– Evidência de proficiência da língua inglesa ou ser isento de tal documento

 

>> O não fornecimento destes documentos acima citados acarretará em um risco maior de seu visto ser negado. Sobre a Carta de Intenção – ‘Genuine Temporary Entrant (GTE)’:  Alunos precisarão fornecer informações suficientes e documentos de suporte deverão ser anexados à sua aplicação.

>> O candidato deve explicar caso haja algum período sem estudo ou trabalho e, caso seja relevante, discutir sobre as razões para o aluno estar estudando determinado curso e área de atuação.

>> O candidato deverá explicar porque está estudando e quais os benefícios que tal curso irá proporcionar para seus planos no futuro em seu país de origem. A carta deve ser individual e não genérica, retratando a história de cada candidato e escrita pelo próprio candidato.

>> Caso tenha tido um visto negado anteriormente:  Declare qualquer visto recusado ou cancelamentos que tenha de qualquer país por onde você passou incluindo todos os membros de sua família imediata, mesmo que não estejam viajando com você. Lembre-se de que um visto recusado pode ter um nome diferenciado em outros países como por exemplo, visto negado, rejeitado ou declinado. Caso não forneça tal informação seu visto corre o risco de ser negado.

 

Quanto irá precisar demonstrar em fundos disponíveis:

Custo de Vida Anual – Aumento:

À partir do dia 1 de Fevereiro de 2018, o custo de vida anual requerido irá aumentar para alinhar com o índice do custo do consumidor da Austrália. À partir desta data, todas as aplicações onde requer a apresentação de fundos,deverá incluir um custo atualizado em seu cálculo como este abaixo:

Aluno ou Guardião – AUD$ 20,290

Parceiro ou Esposa(o) – AUD$ 7,100

Filho(a) – AUD$3,040

 


Para maiores informações sobre imigração entre em contato com a nossa parceira GCMigration através do site: www.gcmigration.com.au


Clique no botão “quero estudar”
e faça orçamento personalizado.